Release- Padre Zezinho

Aos 68 anos, o conhecido cantor, compositor, pregador e descobridor de talentos parece não ter intenção de parar. Escreve semanalmente na Internet www.padrezezinhoscj.com, seus artigos são lidos em emissoras, reproduzidos em revistas e usados em aulas, e é o responsável indireto e direto por mais de 200 cantores e cantoras de várias igrejas que dizem terem sido motivados pelo seu trabalho.

Seu melhor título, porém, é o de Padre Catequista que muitas comunidades lhe dão. Dele afirmam muitos párocos, bispos e populares: -Quando ele chega, já sabemos que vai dar uma catequese atualizada, mostrar os mais recentes documentos da Igreja, fazer gestos e sinais catequéticos que, depois os catequistas usarão nas comunidades. Ele é catequista de mão cheia.

É sacerdote desde 1966. Insiste em assinar Padre Zezinho, scj. É gratidão à sua congregação a quem deve seus estudos, o apoio e a missão.

Trabalha principalmente com as Paulinas com quem está há mais de 40 anos. Publicou por elas a maioria dos seus trabalhos sem jamais trocar de editora. Mas publica também na Paulus, na Procade, sempre com a anuência da sua casa editora. Está na TV Século 21, TV Aparecida, Radio Imaculada, Radio Aparecida e outras emissoras coligadas. Sua obra é vasta e abrangente. Suas canções abrangem mais de 1000 temas a ponto de párocos e catequistas ao procurarem algum artigo ou canção para ilustrar a catequese dizerem: procura com o Padre Zezinho que é raro um tema que ele não tenha cantado ou abordado em artigo.

Discreto e seguro quanto à sua escolha ele raramente aceita ser indicado para premiações no Brasil ou no exterior, nem pelas editoras, nem pelos amigos. Estes o caracterizam como um ícone da musica religiosa no mundo. Ele ri e acha tudo um enorme exagero. E diz: –“Nem padre cantor eu sou. Sou apenas um padre que às vezes canta, mas o que mais faço é ser catequista, escrever e ensinar”. São deles as frases: - “Não sou padre porque canto. Canto porque sou padre!” “A canção é o chantili do bolo da vida. Mesmo sem chantili o bolo ainda seria bom”. “Cantores religiosos são profetas secundários. Antes nós há o papa, os bispos, os párocos, os doutores, as doutoras, os mestres, os educadores e as educadoras, os fundadores de hospitais, creches e asilos. Nós divulgamos tudo isso e motivamos o povo, cantando e pregando.” “Há profecias bem maiores do que a canção. Ela repercute mais, porém não é essencial na Igreja”.

sidebar perfil